terça-feira, 24 de junho de 2008

Uma homenagem a Santos-Dumont

Acabadinha de chegar da Barra do Piraí.

Cada ano, no dia 24 de junho, diante das fogueiras de São João, que no Brasil constituem uma tradição imemorial, eu enchia dúzias destes pequenos "mongolfiers" e contemplava extasiado a ascensão deles ao céu.
(In http://www.cabangu.com.br/pai_da_aviacao/7-pessoa/despertar.htm)

3 comentários:

Marli disse...

Olha só a música:

Balãozinho

Edinho Paraguassu


Venha cá meu balãozinho
Diga aonde você vai...
Vou fugindo, vou pra longe
Vou pra casa de meu pai.

Ah, ah, ah, mais que tolice!
Nunca vi balão ter pai
Fique quieto neste canto
Que daqui você não sai.

Quando a noite for chegando
Onde irá você descer
Se cair em nossas matas
O que vai acontecer?

Todas matas pegam fogo
Passarinhos vão morrer
E os rios vão secando
E não podem mais correr

Eu já estou aborrecido
Quanto mais faz um balão
Vou ficar bem quietinho
Amarrado no cordão

Isabel Costa disse...

Pois, pois! É isto que nos une: em Portugal, o São João, no Brasil, as Festas Juninas. E para além deste mundo lusófono a chegada do Verão na Europa também é particularmente festejada em países nórdicos como a Dinamarca e a Noruega. No Liceu Internacional os nossos colegas desses dois países celebram em grande pompa a ST. HANS FEST.
Enfim, todos diferentes, todos iguais!

IC

Ana Paula disse...

Desculpem ser uma "estraga festas", mas todos se esqueceram de dizer que soltar balões no Brasil é crime!É lindo, é uma tradição, mas os balões constituem um risco á natureza e a vida das pessoas. De qualquer forma, estamos em dezembro e este post é de junho...