quinta-feira, 10 de janeiro de 2008

Entrevista a Cláudio Fragata (parte3)

Em torno de Monteiro Lobato, Tatiana Belinky e outras pessoas - Por que é que Monteiro Lobato foi o seu autor preferido?
Ele ainda é um dos meus autores favoritos. Monteiro Lobato é um clássico da literatura infanto-juvenil brasileira. Do mesmo modo que os ingleses têm Lewis Carroll e Alice no País das Maravilhas, os italianos têm Collodi e Pinocchio, os americanos têm Frank Baum e O Mágico de Óz, os suecos têm a Astrid Lindgreen e a Pippi, os brasileiros têm Monteiro Lobato e o Sítio do Pica-pau Amarelo.

- Com que idade conheceu a Emília do Picapau -Amarelo?
Eu conheci Emília pela televisão, antes ainda de aprender a ler. Eu tinha em torno de 3 e 4 anos. A escritora Tatiana Belinky e seu marido, o diretor teatral Júlio Gouveia, fizeram a primeira adaptação de O Sítio do Pica-pau Amarelo para a TV. Vieram outras depois.

- Tatiana Belinky e Pedro Paulo Rangel são os seus melhores amigos?
Ambos são amigos queridos e eu os acompanho de perto em suas bem sucedidas carreiras. Tatiana é uma maravilha como pessoa e escritora. Pedro Paulo, o PP, como é chamado na intimidade, é um ator talentosíssimo. Dá gosto vê-lo em cena. Tenho uma lista grande de “melhores amigos”. Sou um homem de sorte.

- A Tatiana Belinky é sua amiga e conhece-a bem?
Somos muito amigos. Ela costuma me chamar de Fra-gato, porque gosto de gatos e ela também. Eu a visito sempre que posso, o que acontece quase todas as semanas. Como sei que ela gosta de bananas, levo bolos e compotas dessa fruta. Ela sempre me oferece um vinho do Porto enquanto conversamos, um Portinho, como ela diz. Tatiana me ensinou a tomar vinho do Porto com frutas secas, a maneira dos russos, o que é mesmo uma delícia. Na verdade, aprendo muito com ela, que é uma das maiores escritoras brasileiras. Ganhei dela no Natal um lindo poema. Quer saber como é? Eu digo:

Um certo Cláudio Fragata
(Não é navio nem pirata)
Mas é um aristocrata
Com ares de diplomata.

Gaiato de fino trato
Talentoso literato
Jeitoso que nem um gato —
Pra mim ele é mesmo Fragato!


- Porque é que Emília e Tatiana Belinky são a mesma pessoa?
Porque até chegar ao Brasil, vinda de sua Rússia natal, aos 10 anos, o sonho de Tatiana era ser bruxa. Ao conhecer o Sítio do Pica-pau Amarelo, mudou de idéia e passou a querer ser Emília. Como a boneca de pano, Tatiana é espevitada, tem sempre uma resposta na ponta da língua e não aceita nenhum tipo de autoritarismo e injustiça.

- O Cláudio gosta de trabalhar com a nossa professora Emília Miranda?
Gosto muito. É um privilégio ser lido e meu texto servir como objeto de estudo em escolas de outro país, não é mesmo? Fico muito agradecido por isso. É uma forma de estreitar os laços entre Portugal e Brasil por meio da língua e da literatura, só possível pelo esforço da professora Emília (que por sinal tem o mesmo nome da personagem famosa de Monteiro Lobato!).

23 comentários:

Delfina/Emilia/Isabel/Marise disse...

Cláudio, querido amigo:
Quero agradecer-lhe publicamente, e uma vez mais, este seu contributo para o desenvolvimento do gosto pela leitura e pela escrita dos meus alunos.
Este trabalho colaborativo está a "dar frutos" maravilhosos. A curiosidade, o entusiasmo, a vontade de ler, de escrever e de aprender coisas novas é observável em todas as aulas.
Um abraço,
Emília.

Rajiv disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Rajiv disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
mxmu disse...

Olá,
Depois de ter lido as suas respostas neste blog, fiquei a saber mais sobre o seu percurso e o que mais conta para si. Para mim é uma sorte poder comunicar com um escritor como você. Eu, que não gosto muito de ler, estou muito entusiasmado pela leitura do seu livro SEIS TOMBOS E UM PULINHO.

mxmu

SLB disse...

Olá,
Com este blog eu pude aprender muitas coisas sobre um autor como você e que sorte para nós!
Comecei a ler o seu livro SEIS TOMBOS E UM PULINHO e estou a gostar.

SLB

micah disse...

Olá, tudo bem com você, Cláudio?
Eu estou muito feliz por estarmos lendo um livro brasileiro! Eu sou brasileira, mas estou na França, numa turma portuguesa, então é divertido ler um livro cujo autor é brasileiro.
Estou muito feliz por ler SEIS TOMBOS E UM PULINHO, é um livro muito divertido, e não tem a linguagem difícil de muitos outros livros infantis. Parabéns pelo livro!!!

micah

clarinette disse...

Gostei do seu comentário, na entrevista, sobre Monteiro Lobato, um escritor brasileiro, e sobre o Picapau Amarelo. Acho o blog muito interessante.

clarinette

superbenfica disse...

Olá,
Gostei muito de ler o seu livro SEIS TOMBOS E UM PULINHO. E eu que não gostava de ler... já gosto mais! Passei a conhecer melhor um escritor: você, Cláudio Fragata.

superbenfica

toto disse...

Olá,
Gostei muito do seu livro e queria agradecer-lhe ter respondido às nossas perguntas. espero que continue a escrever livros e que tenham muito sucesso.

toto

25 disse...

Olá, Cláudio Fragata!
Quando comecei a ler o seu livro SEIS TOMBOS E UM PULINHO tinha muita vontade de saber como e em que aparelho voou Santos-Dumont! Quando começou a descrever todos os detalhes do grande acontecimento ai fiquei muito satisfeito e gostei muito de continuar a ler o livro.

25

DAPVDM disse...

Olá,
Depois de ter lido a sua entrevista, aprendi muito sobre literatura e sobre os escritores que o influenciaram com as respectivas obras. Também lhe queria dizer que gosto muito – e os meus colegas também! - do seu livro SEIS TOMBOS E UM PULINHO!

DAPVDM

caro disse...

Olá,
Ao ler a entrevista que fizemos sobre o Cláudio Fragata aprendi muitas coisas novas sobre ele! Gosto muito do trabalho que estamos a fazer, é muito interessante. Com a ajuda de todos o blogue está muito giro.

caro

RT disse...

Olá,
Depois de ler a sua vida de escritor nesse blog, aprendi muitas coisas sobre Santos-Dumont no livro que adorei e que você escreveu. Não sou um aluno que adora ler, mas o seu livro está na categoria dos livros que prefiro.

RT

yoyox disse...

Olá,
Acho que foi uma boa ideia fazer-lhe perguntas para o conhecer melhor e assim percebê-lo melhor quando conta a história.
Gosto muito da maneira como conta a história: participando e fazendo as suas críticas, motiva-nos a ler mais e a seguir em frente no livro.
No que diz respeito ao seu último comentário queria dizer que nós todos também estamos muito contentes por nos correspondermos consigo e com os outros alunos participantes neste projecto.

yoyox

vicky disse...

Olá,
Estou a gostar muito do trabalho que estamos a fazer, acho que é muito interessante.
Obrigada por ter respondido às nossas perguntas.
O blogue está muito giro!!
Ainda não acabei de ler o livro SEIS TOMBOS E UM PULINHO mas até agora estou a gostar muito!

vicky

lisi disse...

Olá,
Eu gostei muito da entrevista e aprendi muito mais coisas sobre si neste blogue do que nos outros blogues que eu já li a seu respeito. Gostei muito da ideia de comunicar com um escritor como você.

lisi

vpv disse...

Olá, Cláudio Fragata!
Queria agradecer-lhe por ter escrito SEIS TOMBOS E UM PULINHO. Estou a gostar mesmo do livro! Quero dizer-lhe que gostei muito desse título.
Não estava nervoso quando apresentou o seu primeiro livro? Eu penso que devia estar muito feliz.

vpv

tolas disse...

Já li o seu livro SEIS TOMBOS E UM PULINHO e gostei muito, principalmente quando Santos-Dumont deu um grande pulinho!

tolas

hackspsg disse...

Olá,
Depois de ter lido a entrevista, conheci muito mais sobre o Cláudio Fragata e fez com que eu tivesse ainda mais vontade de ler SEIS TOMBOS E UM PULINHO.

hackspsg

ezkeziel disse...

Esta entrevista ensinou-me muito sobre Santos-Dumont e Cláudio Fragata. Comecei a ler o livro SEIS TOMBOS E UM PULINHO e acho-o muito interessante!!

ezkeziel

dani disse...

Acho que esta ideia é fantástica e é muito raro ver algo assim. Divirto-me muito sempre que venho ao blogue porque cada vez tem mais informações sobre o nosso trabalho colaborativo… Se todas as escolas fizessem o mesmo, não ia ser tão único, tão original, por isso tem graça vir aqui de vez em quando. Um conselho: se pudessem pôr desenhos feitos pelos alunos, o blogue ficaria ainda mais artístico!

dani

feruença-elo disse...

Olá,
Acabo de ler a sua obra SEIS TOMBOS E UM PULINHO.
Queria dizer-lhe que acho que esse livro é um dos mais interessantes
que já li. Tenho também uma pergunta para si: de onde lhe veio esta paixão pelos transportes? Suponho que não veio dum dia para o outro?!
Sobre a entrevista: agora que explicou por que o Monteiro Lobato foi seu autor preferido fique sabendo que estou muito convencida de que ele era um bom autor.

feruença-elo

clarinette disse...

Gostei muito desta entrevista a Cláudio Fragata. Permite-nos conhecer ainda mais o autor de "Seis Tombos e um Pulinho".
No seu livro, Cláudio Fragata da a sua opinião o que torna o livro mais atraente.
Achei também muito engraçado o poema da Tatiana Belinky.