domingo, 25 de maio de 2008

Um voo de asas

Caros amigos!

Hoje Jorge nos deixou. Partiu para um voo maior que o de Santos Dumont, certamente com asas que os anjos lhe deram de presente. Estava planejando fazer uma surpresa para todos, construindo um avião de palitos de picolé, incrementado com um motorzinho. Contou para mim como um segredo. Na última semana fizemos essa foto para publicar no blog. No último dia de aula escreveu esse texto :

"Sonhar é querer ser alguém no futuro. Para realizar os sonhos é preciso acreditar em si mesmo, ter determinação e coragem, apesar de tudo, erguer a cabeça e seguir em frente. A maior dificuldade é cair e não ter medo de tentar de novo. Meu grande sonho seria ser um jogador de futebol ou então ter alguma empresa.
Esta história de Santos Dumont me ensinou a não desistir dos meus sonhos. Se cair, tentar levantar e não ter medo de cair de novo, tentando sempre aprender com os erros."

A turma 72 levou um tombo, mas a exemplo de Santos Dumont, haverá de superar, levantar e buscar de novo a alegria que o Jorge sempre demonstrou ao viver por aqui.
Obrigado, Jorge! Você continua no nosso voo, agora olhando de cima.

5 comentários:

Isabel Costa disse...

Olá Marli!
Olá turma 72!

Vinha ver se havia novidades no blogue e descubro esta triste novidade. Faço parte dos que acreditam que o Jorge iniciou agora um Grande Voo. Ainda assim, tenho pena que não continue connosco esta aventura. Muita pena mesmo! Pelas circunstâncias trágicas... Enfim, em nome de toda a tripulação parisiense envio-vos um grande abraço, extensivo aos pais e à familia do Jorge, fazendo votos de que todos se recuperem rápido deste grande tombo, talvez um dos maiores que temos de levar nesta vida! E porque não pôr em prática a surpresa que o Jorge estava planeando? Seria uma linda homenagem!
Por estas bandas as aulas acabam a 11 de Junho, mas em Setembro estaremos de volta com novos colegas para continuar este voo.

Abraço grande com votos de que todos se levantem da melhor maneira deste tombo enorme,
Isabel

Emília Miranda disse...

Cara turma 72 e professora:
É na verdade muito triste ver partir um amigo, um companheiro de viagem. Mais triste ainda quando nada o previa: a sua juventude, a sua beleza interior transmitida pelo que escreveu, pelo que, em segredo, preparava...
Mas, reutilizando as vossas palavras "é preciso aprender a levantar depois dos tombos" e, a melhor homenagem que, neste momento, lhe poderemos fazer é entrarmos no nosso VIDEOVOO do dia 30 pois o Jorge, esteja onde estiver, acompanhar-nos-á!
Um abraço para todos.

Jonathan e Sofia disse...

Eu e o meu colega, gostamos muito dos vossos textos, principalmente do texto do Jorge. Temos pena por terem perdido um elemento da vossa turma, que já pertencia também ao nosso grupo de passageiros do nosso voo.

roberto disse...

Eu também tive um acidente de mota e parti uma perna mas felizmente sobrevivi.
É triste saber que mais uma pessoa partiu porque ainda tinha muita vida pela frente.
Ficamos muito comovidos com a notícia do Jorge.
Roberto e Flávia

Nuno Azevedo disse...

Olá!
Eu sou o Nuno ando na escola EB 2,3 Dr. Carlos Pinto Ferreira ando no
5ªano da turma C.
Tive muita pena de o Jorge ter partido para outro mundo mas ele estará sempre connosco.